Voltar ao topo.Ver em Libras.
Curta no Facebook:
Voltar umAvançar umPausar
Nonoai - RS:
Trindade do Sul - RS:
Três Palmeiras - RS:
Notícias de Nonoai e região em primeira mão
Última atualização:23 de janeiro de 2020,
às 09:02

Flagrados com maconha em Ponte Serrada são condenados a cinco anos de prisão

« Última» Primeira🛈Categoria:Polícia
ImprimirReportar erroTags:envolvimento, justiça, enquanto, abordada, dupla, flagrante, regional e presídio249 palavras3 min. para ler
Flagrados com maconha em Ponte Serrada são condenados a cinco anos de prisão - PolíciaVer imagem ampliada
Jovens de 24 e 28 anos de idade foram presos com mais de dois quilos de droga em dezembro de 2016

Presos no início de dezembro do ano passado com 2,1 quilos de maconha em Ponte Serrada, os jovens Jeremias Rocha Araújo, de 28 anos, e Michel da Silva Amora, de 24, foram condenados a cinco anos e dez meses de reclusão. A sentença foi proferida pelo juiz Luciano Fernandes da Silva nesta segunda-feira, dia 16.


 


Os envolvidos também terão de pagar 500 dias-multa no valor individual de 1/30 do salário mínimo vigente à época dos fatos. Segundo a sentença, Jeremias deve cumprir a pena em regime inicialmente fechado. Michel vai cumprir no semiaberto.


 


Os réus ainda foram absolvidos do crime de associação para o tráfico. Eles também foram condenados ao pagamento das custas processuais, tendo negado pela Justiça o direito de recorrer em liberdade. Naturais de Joaçaba, ambos estão recolhidos no Presídio Regional de Xanxerê.


 


Flagrante


 


A dupla foi abordada no dia 3 de dezembro de 2016 enquanto ocupava um Fiat Palio, com placas de Joaçaba. O veículo foi interceptado pelas Polícias Militar, Civil e Rodoviária Federal na BR-282, a cerca de um quilômetro do trevo principal de Ponte Serrada.


 


Na época, Michel confessou ter comprado o entorpecente em Xanxerê pelo valor de R$ 1,2 mil. A droga seria levada a Joaçaba. No carro ainda estavam um rapaz de 25 anos, uma jovem de 20 anos e um menor de apenas 13 anos de idade, todos absolvidos de envolvimento com o tráfico

Fonte:Oeste Mais

Comentários