Voltar ao topo.Ver em Libras.
Curta no Facebook:
Tempo em Nonoai - RS:
Tempo em Trindade do Sul - RS:
Tempo em Três Palmeiras - RS:
CPZ NotíciasNotícias de Nonoai e região em primeira mão
Última atualização:18 de novembro de 2019,
às 19:18

Em 12 dias, 14 criminosos foram mortos pela polícia no RS#

« Última» Primeira🛈Categoria:Polícia
ImprimirReportar erroTags:zh, atuaram, tinham, baleados, carbonífera, ratos, sul e arroio289 palavras4 min. para ler
Em 12 dias, 14 criminosos foram mortos pela polícia no RS - PolíciaVer imagem ampliada
A morte de 14 criminosos nos 12 primeiros dias de dezembro fez a Brigada Militar superar a média mensal do ano de óbitos de civis em confrontos. Segundo dados da Secretaria da Segurança Pública (SSP), foram 63 registros de janeiro a junho deste ano, o que representa 10,5 mortes por mês. Em todo o 2017, foram 92 óbitos, o que significa 7,6 casos mensais.


- 3 de dezembro: Sete pessoas foram mortas neste dia, em duas situações diferentes. O primeiro caso ocorreu às 18h30 em Gravataí, na Região Metropolitana. Neste caso, três homens foram presos e um homem foi morto  Após uma perseguição policial. Segundo a BM, os quatro participaram de um assalto a uma loja de equipamentos eletrônicos.


Mais tarde, seis criminosos que atuaram no assalto a dois bancos foram mortos em Ibiraiaras.

- 5 de dezembro: Quatro suspeitos foram mortos após uma perseguição em Arroio dos Ratos, na Região Carbonífera. Os quatro baleados – que tinham entre 15 e 19 anos – chegaram a ser levados para o hospital, mas não resistiram.  De acordo com a BM, uma equipe do Batalhão de Operações Especiais (BOE) estava na região e recebeu informações de que um grupo iria atacar um banco na cidade.

- 12 de dezembro:  Três assaltantes envolvidos em um roubo a residência na localidade de Mato Perso, de onde foram roubados  R$ 548 mil, no limite entre Caxias do Sul e Farroupilha, na Serra, morreram em confronto com a Brigada Militar na final da noite desta quarta-feira (12), na BR-116, em Nova Petrópolis. Eles estavam escondidos em um matagal desde terça-feira (11).  Um dos mortos é policial do próprio batalhão dos agentes que o mataram. Segundo a BM, ele estava envolvido com a quadrilha. Dos quatro presos, um também era soldado da corporação.

Fonte: Gaúcha ZH

Comentários#