Voltar ao topo.
Curta no Facebook:
Tempo em Nonoai - RS:
Tempo em Trindade do Sul - RS:
Tempo em Três Palmeiras - RS:
CPZ NotíciasNotícias de Nonoai e região em primeira mão
Última atualização:14 de dezembro de 2018,
às 10:35

Após assalto a ônibus. passageiros são trancados no bagageiro apenas com roupas íntimas

« Anterior« Última» Próxima» PrimeiraCategoria:Polícia
ImprimirReportar erroTags:online, mulheres, ficar, obrigaram, pertences, dinheiro, levaram e ladrões252 palavras3 min. para ler
Após assalto a ônibus. passageiros são trancados no bagageiro apenas com roupas íntimas - PolíciaVer imagem ampliada
A madrugada de sábado (29) foi de terror para um grupo de comerciantes que viajava de Florianópolis à Assunção, no Paraguai. O ônibus foi assaltado no Distrito de Taquara Verde na SC-350 em Caçador no meio-oeste. Os ocupantes contaram que tiveram de tirar as roupas e ficaram presos por horas dentro do bagageiro até conseguirem sair e retornar para a rodoviária.


Conforme informações do G1 SC, quando o ônibus chegou ao distrito de Taquara Verde, ainda no município, um veículo emparelhou e começaram a ser feitos disparos contra a cabine do motorista, que foi obrigado a parar. Um homem ficou no carro e outros três subiram no ônibus e renderam os passageiros. Eles tinham os rostos cobertos e portavam armas curtas. Duas mulheres ficaram feridas ao serem atingidas de raspão pelos tiros executados dentro do veículo. 


 Os ladrões levaram dinheiro e pertences dos passageiros e os obrigaram a ficar apenas de roupa íntima, trancados no bagageiro do ônibus. Em seguida, o motorista teria sido obrigado a conduzir o ônibus até uma área de reflorestamento, e depois foi colocado no bagageiro junto com os passageiros. Somente algumas horas depois as vítimas conseguiram sair do porta-malas e o ônibus seguiu de volta para a rodoviária, a cerca de 30 km de distância.


 


Após a comunicação do crime, a Polícia Militar de Caçador esteve na rodoviária, coletou informações e realizou buscas pelos criminosos que seguem desaparecidos. Qualquer informação sobre a situação deve ser repassada para o 190. 



Fonte:  Clic RDC


Foto: Crédito: Cleriton Freire/Caçador Online

Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Comentários