Voltar ao topo.Ver em Libras.
Curta no Facebook:
Tempo em Nonoai - RS:
Tempo em Trindade do Sul - RS:
Tempo em Três Palmeiras - RS:
CPZ NotíciasNotícias de Nonoai e região em primeira mão
Última atualização:12 de novembro de 2019,
às 13:52

Temporal provoca estragos em mais de 1,2 mil residências do RS#

« Última» Primeira🛈Categoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:povo, especializadas, realizam, distribuição, aos, auxílio, famílias e através475 palavras7 min. para ler
Temporal provoca estragos em mais de 1,2 mil residências do RS - GeralVer imagem ampliada
A chuva e rajadas de vento que chegaram a 145 km/h, registradas nesta terça-feira, atingiram 1.220 residências no Rio Grande do Sul. Os dados constam no último relatório da Defesa Civil divulgado no final da tarde desta terça. Conforme o último levantamento da CEEE, divulgado às 18h desta terça, a falta de luz atinge 97,6 mil residências do Estado.

A Região Metropolitana (Viamão, Alvorada e Arroio dos Ratos) registra o maior número com 35 mil pontos sem energia. A região da Campanha (Pedrito e Bagé) são ao todo 20 mil sem luz. O mesmo número de residências sem luz está localizada na região Centro Sul, na cidade de Costa Doce. Já o Litoral Norte tem 12,5 mil pontos sem energia até o momento. A região Sul (Pelotas e Canguçu) tem o menor número de locais afetados com 2,6 mil pontos sem luz.

Dom Pedrito

O município mais atingido, conforme o órgão, foi Dom Pedrito, que decretou Situação de Emergência. A cidade localizada na região Sudoeste do Estado teve mil residências atingidas pelo temporal e 4.200 danos registrados, como queda de árvores e de postes de energia. Além disso, parte da cidade ainda está sem energia elétrica e sem abastecimento de água em seis bairros.

Dentre as edificações destelhadas e com infiltração de água estão três escolas, o quartel da cidade, a Delegacia de Polícia Civil e alguns estabelecimentos comerciais. Ainda segundo a Defesa Civil, há o registro de falta de energia e queda de árvores em localidades do Interior de Dom Pedrito.

A estação meteorológica Guatambu registrou ventos de 145 km/h na região. A Defesa Civil junto a Prefeitura da cidade realizam a distribuição de lonas aos afetados e o auxílio às famílias através do corte de árvores e postes caídos. Equipes especializadas do Corpo de Bombeiros foram convocadas para auxiliarem na operação. 

Bagé

A cidade de Bagé, também localizada na região Sudoeste, sentiu os efeitos do temporal. Pelo menos 800 danos e 200 residências foram afetadas, especialmente nos bairros Ivone e Passo das Pedras. O grande volume de chuva em um tempo curto deixou vários pontos alagados. Os ventos chegaram a 125 km/h, conforme o órgão. A cidade também sofreu com a falta de energia elétrica. 

Em nota divulgada nas redes sociais, nesta terça-feira, o Hospital Santa Casa de Caridade de Bagé informou que foi afetado pelo temporal e pediu o apoio da comunidade para que só procure atendimento "em casos de extrema urgência". Na publicação, o Hospital usou a hashtag #somostodossantacasa em solidariedade com a Instituição;

Santana do Livramento

A região Fronteira Oeste também foi castigada pelo temporal no início desta semana. A cidade de Santana do Livramento sofreu destelhamentos em 20 residências. A forte chuva foi responsável por diversos pontos de alagamentos. O vento alcançou a velocidade de 112 km/h na cidade nesta terça-feira. A Defesa Civil realizou a entrega de lonas. 

Correio do Povo 

Comentários#