Voltar ao topo.Ver em Libras.
Curta no Facebook:
Voltar umAvançar umPausar
Nonoai - RS:
Trindade do Sul - RS:
Três Palmeiras - RS:
Notícias de Nonoai e região em primeira mão
Última atualização:19 de fevereiro de 2020,
às 16:08

Foz do Chapecó abre inscrições para projetos sociais nos municípios abrangidos pela usina

« Última» Primeira🛈Categoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:entidades, itá, prioridade, desenvolvidos, águas, caxambu, guatambu e paial303 palavras4 min. para ler
Foz do Chapecó abre inscrições para projetos sociais nos municípios abrangidos pela usina - GeralVer imagem ampliada
Entidades públicas e privadas que possuem projetos aprovados em leis de incentivos fiscais já podem cadastrar os projetos no site da Foz do Chapecó Energia (www.fozdochapeco.com.br/socioambiental/para participar da seleção e receber recursos da empresa. No ano passado, a Foz do Chapecó destinou R$ 4 milhões para 29 ações que envolvem aulas de dança, teatro, circo, futebol, xadrez, espetáculos de dança, atividades para idosos, reformas de centros culturais, equipamentos para atendimento de portadores de necessidades especiais e eventos nos municípios abrangidos pela barragem.

 

Os projetos cadastrados devem estar aprovados nas seguintes leis: Fundo do Idoso; da Criança e do Adolescente; Leis do Esporte e Rouanet; Programas Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon) e de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (Pronas/PCD). A seleção é válida apenas para projetos cadastrados em 2020. Se o proponente enviou ao site uma proposta em 2019 ou 2018, terá que reenviar, independente se o projeto já recebe recursos da empresa ou não.

 

A prioridade é para projetos que serão desenvolvidos em Águas de Chapecó, Caxambu do Sul, Guatambu, Chapecó, Paial e Itá, São Carlos e Palmitos, em Santa Catarina, e Alpestre, Rio dos Índios, Nonoai, Faxinalzinho, Erval Grande e Itatiba do Sul, no Rio Grande do Sul, que são os municípios abrangidos pela usina hidrelétrica Foz do Chapecó. Também são analisados quesitos como o alcance do público, a importância para a comunidade, acessibilidade, educação ambiental, envolvimento com outros instituições e empresas e a sustentabilidade da proposta.

 

A avaliação ocorre em duas etapas. A primeira, em julho, analisa projetos cadastrados até 30 de junho. A segunda ocorre em novembro e contempla propostas de todo o ano. Os projetos aprovados nas duas etapas serão divulgados no site da empresa. Lá também há um guia completo de cada uma das leis de incentivos fiscais.

Comentários