Voltar ao topo.Ver em Libras.
Curta no Facebook:
Voltar umAvançar umPausar
Nonoai - RS:
Trindade do Sul - RS:
Três Palmeiras - RS:
CPZ NotíciasNotícias de Nonoai e região em primeira mão
Última atualização:10 de dezembro de 2019,
às 00:57

Construção do presídio federal de Charqueadas deve começar em 2020#

« Última» Primeira🛈Categoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:povo, seguro, ações, vão, ao, anos, três e encontro305 palavras5 min. para ler
Construção do presídio federal de Charqueadas deve começar em 2020 - GeralVer imagem ampliada
Governador Eduardo Leite teve reunião com o ministro Sergio Moro e anunciou previsão de investir R$ 45 milhões

Após reunião com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, o governador Eduardo Leite anunciou que a construção do primeiro presídio federal do Rio Grande do Sul começará em 2020 e que R$ 2 milhões já estão assegurados no Orçamento da União do próximo ano. A previsão é investir um total de R$ 45 milhões e concluir as obras em três anos. A instalação da penitenciária de segurança máxima em Charqueadas, na região Carbonífera do Estado, terá um aporte financeiro maior por parte da União para investimentos em outras unidades prisionais gaúchas, além de auxílio para capacitação de agentes penitenciários.





Eduardo Leite

@EduardoLeite_



 · 15h





Recebemos do ministro @SF_Moro a importante notícia de que a construção do primeiro presídio federal do RS começará em 2020 e que R$ 2 milhões já estão assegurados no Orçamento da União do próximo ano. A previsão é investir um total de R$ 45 milhões e concluir as obras em 2023.









Eduardo Leite

@EduardoLeite_



Com a instalação de uma penitenciária de segurança máxima em Charqueadas, o Estado terá um aporte financeiro maior por parte da União para investimentos em outras unidades prisionais gaúchas, além de auxílio para capacitação de agentes penitenciários.







21

5:07 PM - Nov 11, 2019

Twitter Ads info and privacy








See Eduardo Leite`s other Tweets





Conforme Leite, as ações vão ao encontro do RS Seguro, que tem como estratégias colocar mais efetivo nas ruas e investir em equipamentos e viaturas para o policiamento ostensivo, mas também qualificar o sistema penitenciário para efetivamente garantir maior segurança pública no Estado. A unidade será a sexta prisão federal do País – as outras cinco, já em funcionamento, ficam em Campo Grande (MS), Catanduvas (PR), Mossoró (RN), Porto Velho (RO) e Brasília (DF).

Correio do Povo 

Comentários#