Obs.: a página impressa não é necessariamente idêntica à página exibida na tela.
Item adicionado ao pedido! E agora?
Permanecer na página atualIr para a tela de finalização do pedido
Voltar ao topo.

Comerciante confessa ter matado ladrão em Passo Fundo

AnteriorPróximo
Bertuol Supermercados9yAnuncie aquiChapecarJG siteDatchiDeltha FinanceiraCapas e CapasRádio Sul FMBarbieroLanchonete Família VieiraFarmáciaGDR SiteSaerBrazeiroJornalBertuol2º Racha Nonoai
« Última» PrimeiraCategoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:uirapuru, se, equipe, policiais, identificaram, autor, homicídio e trata231 palavras3 min. para ler
Comerciante confessa ter matado ladrão em Passo Fundo - GeralVer imagem ampliada
Os agentes da Delegacia Especializada em Homicídios e Desaparecidos da Polícia Civil concluíram o inquérito policial referente a morte do foragido Cristiano Gonçalves da Silva, de 41 anos. O crime ocorreu no amanhecer do dia 02 de dezembro deste ano, no Núcleo dos Ferroviários em Passo Fundo.


Naquela ocasião, populares relataram que um homem passou correndo sangrando e afirmando que havia sido baleado por ter roubado o aparelho de som de um carro. Logo, ele foi encontrado morto na beira dos trilhos.


A Brigada Militar isolou a área e os peritos do IGP realizaram o atendimento da ocorrência, constatando que o morto foi atingido por um tiro na cabeça.


As investigações foram coordenadas pela Delegada Daniela de Oliveira Minetto e pelo Inspetor Volmar Menegon, sendo que a equipe dos policiais identificaram o autor do homicídio. Trata-se do comerciante Alberto Francisco de Mello, de 51 anos.


O acusado compareceu na Delegacia na companhia do advogado e confirmou o crime. Segundo ele, o Cristiano e um comparsa haviam furtado o aparelho de som do seu automóvel que estava guardado na garagem da casa. Com o objetivo de obter seus bens de volta, iniciou buscas e encontrou a dupla.


No depoimento o comerciante afirmou que Cristiano estava armado e efetuou um tiro, fazendo com que ele revidasse. Depois ele verificou que matou o ladrão.


O inquérito policial será encerrado e encaminhado ao Poder Judiciário.


Rádio Uirapuru

Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Comentários

AnteriorPróximo