Obs.: a página impressa não é necessariamente idêntica à página exibida na tela.
Voltar ao topo.
Curta no Facebook:
Tempo em Nonoai - RS:
Tempo em Trindade do Sul - RS:
Tempo em Três Palmeiras - RS:
CPZ NotíciasNotícias de Nonoai e região em primeira mão
Última atualização:24 de setembro de 2018,
às 02:49

Caminhoneiros liberam polo petrolífero de Passo Fundo e abastecimento volta ao normal

BertuAnuncie aquiChapecarJG siteFarmáciaDatchiFarmáciaSol SulLanchonete Família VieiraGDR SiteDeltha FinanceiraMessiasSaerJornalBertuolDia do Meio Ambiente Foz do Chapecó2º Racha NonoaiBeckerBecker
« Anterior« Última» Próxima» PrimeiraCategoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:rádio, vista, quem, diariamente, deslocar, se, precisa e trabalhador171 palavras2 min. para ler
Caminhoneiros liberam polo petrolífero de Passo Fundo e abastecimento volta ao normal - GeralVer imagem ampliada
Os caminhoneiros que realizavam o bloqueio do polo petrolífero de Passo Fundo, em protesto pela alta dos combustíveis, liberaram a entrada e saída de caminhões do local na noite de ontem (7).
 
O bloqueio começou no final da tarde de domingo, onde nenhum caminhão pôde carregar no local.
 
Ainda na segunda-feira, quando o local estava bloqueado, em entrevista na Uirapuru, o caminhoneiro André Pretto explicou que o governo foi cruel castigando ainda mais a população. Enquanto as famílias reduzem custos, desligam as luzes para economizar e cortam onde podem, o governo castiga com uma alta de impostos nos combustíveis nunca antes vista.
 
Essa alta acaba com qualquer lucro do trabalhador, que precisa se deslocar diariamente. Quem não tem carro, na opinião de Pretto, também é afetado diretamente pela alta nos preços dos produtos, que são transportados pelas rodovias.
 
Pretto destacou que a única forma de atingir o governo é cortando o consumo de combustível, mesmo que por um curto período. Os caminhoneiros buscarão agora outras formas de protesto.  
Fonte: Rádio Uirapuru

Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Comentários