Obs.: a página impressa não é necessariamente idêntica à página exibida na tela.
Item adicionado ao pedido! E agora?
Permanecer na página atualIr para a tela de finalização do pedido
Voltar ao topo.

Aluno de Medicina da UFFS integra campanha nacional de doação de sangue

AnteriorPróximo
Bertuol Supermercados9yAnuncie aquiChapecarCapas e CapasJG siteDatchiRádio Sul FMLanchonete Família VieiraFarmáciaGDR SiteDeltha FinanceiraSaerBrazeiroJornalBertuolDia do Meio Ambiente Foz do Chapecó2º Racha Nonoai
« Última» PrimeiraCategoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:virtude, câncer, cerebral, ter, começado, doar, tipo e amiga329 palavras4 min. para ler
Aluno de Medicina da UFFS integra campanha nacional de doação de sangue - GeralVer imagem ampliada
Eliseu Barduco já fez cerca de 200 doações de sangue e plaquetas ao longo de 19 anos


O estudante de Medicina da UFFS – Campus Passo Fundo, Eliseu Barduco, é um dos doadores de sangue e plaquetas mais regulares do Brasil. Desde o ano 2000, ele é integrante do clube Irãos de Sangue, que reúne os principais doadores do país.
 
“É um compromisso que assumi comigo e com as pessoas que eu sei que dependem do sangue. Eu não bebo nada alcoólico há mais de 20 anos, não uso drogas e tenho uma série de cuidados porque entendo que o meu corpo acaba sendo não só meu, tem pessoas que dependem da minha doação, então eu me cuido para continuar sendo útil. “É uma escolha de vida, na verdade”, afirma Barduco, que pretende continuar doando sangue enquanto tiver saúde. “Isso é para sempre. Enquanto eles não me proibirem de entrar no centro eu vou continuar doando”, complementa.


 
As doações começaram em 1998 por causa de uma amiga que precisou de doações de sangue em virtude de um câncer cerebral. Mas, segundo Eliseu, ele queria ter começado a doar antes: “é o tipo da coisa que você vai deixando, sempre tem algo mais importante para fazer. Mas a gente não sabe o que pode acontecer depois; então, se dá para fazer a diferença, vamos fazer diferença hoje. O melhor momento é sempre o agora”.
 
Ainda segundo Barduco, “na décima vez em que doou sangue, o hospital ligou e pediu para eu fazer uma carteirinha e ser um doador preferencial”. Além de sangue e plaquetas, ele é cadastrado no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome).
 
Campanha Nacional
Em junho deste ano foi lançada a Campanha Nacional de Doação de Sangue do Ministério da Saúde. Segundo Barduco, que é um dos protagonistas desta campanha, o Ministério da Saúde queria usar doadores reais e regulares. “Sempre que eu puder ajudar, vou fazer, então aceitei fazer parte da campanha”, afirma.


27/06/2017 20:33:55 - 27/06/2017 20:33:55 - 27/06/2017 20:33:55 - 27/06/2017 20:33:55Ver imagem ampliada27/06/2017 21:44:16 - 27/06/2017 21:44:16 - 27/06/2017 21:44:16 - 27/06/2017 21:44:16Ver imagem ampliada
Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Comentários

AnteriorPróximo