Voltar ao topo.
Curta no Facebook:
Tempo em Nonoai - RS:
Tempo em Trindade do Sul - RS:
Tempo em Três Palmeiras - RS:
CPZ NotíciasNotícias de Nonoai e região em primeira mão
Última atualização:11 de dezembro de 2018,
às 07:18

Lions Clube de Nonoai, Emater e Secretaria de Saúde iniciam projeto para combater o mosquito transmissor da Dengue

« Anterior« Última» Próxima» PrimeiraCategoria:Eventos
ImprimirReportar erroTags:município, internacional, disponibilizadas, abraçar, chegou, distritos, brasil e escola253 palavras3 min. para ler
Lions Clube de Nonoai, Emater e Secretaria de Saúde iniciam projeto para combater o mosquito transmissor da Dengue - EventosVer imagem ampliada
O verão se aproxima e aumenta a necessidade de cuidados nos terrenos baldios, nos quintais e em qualquer ambiente que pode acumular água. O Lions Clube, a Emater e a Secretaria de Saúde iniciaram um projeto de conscientização para a população ter esses cuidados. Somado à isso, o projeto é pela implantação de uma espécie de planta que pode ajudar a combater o mosquito Aedes Aegypti. Conforme o técnico da Emater Flávio Fagundes da Silva, a planta Crotalária atrai a Libélula, que por sua vez é predadora da larva do mosquito. Com isso a intenção é reduzir os focos do mosquito.


Segundo o Presidente do Lions Clube, Júnior de Oliveira, esse projeto está sendo implantado pelo Lions Internacional, no Brasil e nos distritos. Para Oliveira, agora chegou a vez de Nonoai abraçar essa causa. Estão sendo disponibilizadas 1.110 mudas, nessa primeira etapa. O presidente do Lions destaca que em outras cidades que foi implantado esse projeto já surtiu resultados positivos.



O lançamento do projeto foi realizado no dia 30 de novembro, na Câmara de Vereadores de Nonoai., às 14h. Participaram do ato o Secretário de Saúde Volmar Schimidt, o Presidente do Lions Clube, Júnior de Oliveira, o engenheiro agrônomo da Emater Olavo Arsego, o técnico da Emater, Flávio da Silva, agentes comunitários de saúde e alunos da Escola Estadual Maria Dulcina. Os agentes de saúde receberão mudas para plantarem em locais críticos, que tiveram focos do mosquito. Para a bióloga Jussara Chente, esse projeto vem somar à todas as atividades que são desenvolvidas no município.  

Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Comentários