Voltar ao topo.
Curta no Facebook:
Tempo em Nonoai - RS:
Tempo em Trindade do Sul - RS:
Tempo em Três Palmeiras - RS:
CPZ NotíciasNotícias de Nonoai e região em primeira mão
Última atualização:17 de novembro de 2018,
às 02:46

Inter leva susto, reage e empata com o Atlético-PR

« Anterior« Última» Próxima» PrimeiraCategoria:Esporte
ImprimirReportar erroTags:ribeiro, martelar, centroavante, vez, cruzamento, originada, idêntica e raspando774 palavras11 min. para ler
Inter leva susto, reage e empata com o Atlético-PR - EsporteVer imagem ampliada
Em um jogo de momentos distintos, o Inter voltou com um ponto da Arena da Baixada, onde empatou com o Atlético-PR na noite desta quinta-feira, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Não sem sustos, após sair na frente, o Colorado levou a virada e precisou correr atrás para buscar o 2 a 2 no placar.

Com o resultado, o time de Odair Hellmann vai a 23 pontos, mas cai uma posição – agpra é quinto colocado. A equipe do Paraná sobe um lugar e chega ao 18º posto, com 10 pontos. O Inter volta a campo na segunda-feira, quando recebe o Ceará em Porto Alegre. Já o Atlético, um dia antes, vai a Minas Gerais encarar o Cruzeiro.

Inter leva susto, sai na frente, mas permite igualdade

Mal o apito trilou e veio um indicativo de que a noite poderia ser complicada para os colorados. Com menos de dois minutos de jogo, o Atlético-PR balançou as redes de Danilo Fernandes. A sorte colorada é que ele estava adiantado e a arbitragem anulou. Com o lances valendo, porém, novo susto aos 3, após Nikão cruzar da esquerda e Pablo testar com violência, só que por cima.

A pressão inicial dos donos da casa logo arrefeceu e aí o Inter se mostrou fatal. Em boa jogada pela direita, Fabiano levou à ponta e rolou para Nico López. O chute cruzado do uruguaio saiu meio mascado, mas complicou para o goleiro Santos que não conseguiu cortar e William Pottker completou para enfim reencontrar o caminho do gol.

A desvantagem no placar abalou os atleticanos, que levaram quase 15 minutos para se reencontrar no jogo. Neste interim, porém, o Inter pouco produziu, num jogo em que visivelmente o gramado sintético alterava as características da equipe. Os donos da casa, no entanto, arriscavam chutes de onde dava. Quase sempre para fora e sem perigo. Na melhor das chances, Bergson acertou o alvo e Danilo Fernandes fez a defesa.

Mas foi martelando, martelando que o Atlético chegou lá. Aos 43, Raphael Veiga recuperou na intermediária e avançou. Quando disparou, a bola passou entre a dupla de zagueiros do Inter e entrou rente a trave, deixando tudo igual.

Após virada, Inter reage e busca empate

Animado com o empate no fim do primeiro tempo, o Atlético-PR tratou de manter o embalo após o intervalo. E, diante de um time colorado sem muita criatividade, a receita foi idêntica: martelar até fazer. Aos 11, Pablo teve sua segunda grande chance originada em cruzamento de Nikão. Desta vez, o centroavante saiu de trás da marcação de Iago e completou com força. De novo, a bola passou raspando.

Era, no entanto, um prenúncio. Depois de se atrapalhar numa cobrança de lateral ao lado da área do adversário, o Inter cedeu o contragolpe, que originou escanteio pela direita. Na cobrança, Paulo André subiu mais que todo mundo e desviou para o fundo das redes, virando o jogo aos 13 minutos.

O gol fez Odair mexer. Imediatamente, Rossi entrou no lugar de Fabiano – deslocando Zeca para a lateral. Com a alteração, o Inter enfim voltou a buscar o ataque com alguma efetividade. E foi Pottker, aos 21, quem teve grande chance. Ele recebeu na área e disparou a bomba, espalmada por Santos. Segundos depois, Wellington Silva substituiu Lucca para renovar o setor.

Pouco a pouco, o Inter retomou as ações do jogo, enquanto os donos da casa recuaram. E aí foi questão de tempo, entre cruzamentos e jogadas ofensivas – muitas delas usando Rossi, na ponta direita. Aos 33, Nico López fez boa jogada na frente da área e acionou Rossi, que cruzou. A zaga afastou mal e a bola foi no pé de Wellington Silva, que completou com categoria, estufando as redes e decretando o empate.

Com o 2 a 2 no marcador, o jogo voltou a ficar franco. E aí quase o Atlético-PR chega à vitória. Aos 42, Pablo errou por pouco a sua terceira oportunidade no jogo, quando cabeceou por cima na área. Três minutos depois, novo levantamento na área colorada encontrou Bergson livre. Ele exagerou na força e mandou nas arquibancadas. Nos acréscimos, Wellington Silva sentiu e precisou ser substituído e Jonathan foi expulso.

Brasileirão - 13ª rodada

Atlético-PR 2

Santos; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno (Wanderson) e Renan Lodi; Bruno Guimarães, Lucho González (Camacho), Raphael Veiga e Nikão (Bruno Nazário); Bergson e Pablo. Técnico: Tiago Nunes

Inter 2

Danilo Fernandes; Fabiano (Rossi), Danilo Silva, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Zeca, Edenilson, Nico López e Lucca (Wellington Silva/Camilo); William Pottker. Técnico: Odair Hellmann

Gols: William Pottker (12/1), Raphael Veiga (43/1), Paulo André (13/2), Wellington Silva (32/2)

Cartões amarelos: Jonathan, Paulo André, Raphael Veiga, Renna Lodi; Nico López, Danilo Silva, Lucca, Rossi

Expulsão: Jonathan

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro

Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Comentários