Obs.: a página impressa não é necessariamente idêntica à página exibida na tela.
Voltar ao topo.
Curta no Facebook:
Tempo em Nonoai - RS:
Tempo em Trindade do Sul - RS:
Tempo em Três Palmeiras - RS:
CPZ NotíciasNotícias de Nonoai e região em primeira mão
Última atualização:24 de setembro de 2018,
às 02:38

Chapecoense e Grêmio empatam na Arena Condá

BertuAnuncie aquiChapecarJG siteFarmáciaDatchiFarmáciaSol SulLanchonete Família VieiraGDR SiteDeltha FinanceiraMessiasSaerJornalBertuolDia do Meio Ambiente Foz do Chapecó2º Racha NonoaiBeckerBecker
« Anterior« Última» Próxima» PrimeiraCategoria:Esporte
ImprimirReportar erroTags:povo, falta, ataques, ampliou, boa, participação, ganhou e volante626 palavras9 min. para ler
Chapecoense e Grêmio empatam na Arena Condá - EsporteVer imagem ampliada
Time alternativo do Tricolor fez grande primeira etapa, mas foi dominado e sofreu o 1 a 1 no segundo tempo

Time alternativo do Tricolor fez grande primeira etapa, mas foi dominado e sofreu o 1 a 1 no segundo tempo 


Foto: Ricardo Luis Artifon / Agif / Estadão Conteúdo / CP


Os reservas do Grêmio arrancaram com 1 a 0 em um primeiro tempo exemplar, mas sofreram o empate e tiveram de segurar as pontas na etapa final. O 1 a 1 contra Chapecoense salvou um ponto fora de casa, enquanto os titulares focam no confronto da Copa do Brasil com o Flamengo.
Resultado que leva os gremistas aos 27 pontos, num quarto lugar mais distante do líder Flamengo. A Chape, por sua vez, deixa a zona do rebaixamento com 17 pontos, mas ainda muito ameaçada.


Arrancada perfeita


O Tricolor teve o começo ideal de partida para controlar o ímpeto da Chapecoense. Um gol em jogada rápida logo aos dois minutos deu tranquilidade para o time reserva tocar a bola e buscar oportunidades no contra-ataque. A jogada começou com Douglas, que chapelou um rival no domínio e abriu na esquerda para Pepê. O garoto buscou a tabela com Hernane Brocador e o artilheiro de outros tempos foi o garçom do momento com uma devolução perfeita na área. Pepê surgiu para tocar de primeira na saída do goleiro e correr para o abraço do 1 a 0.
Depois disso, a equipe gremista aproveitou para organizar a marcação atrás da linha da bola e evitar maiores ameaças da Chape. Os catarinenses tentaram pressionar, mas pouco criaram de chances claras, levando algum perigo apenas na bola aérea.
O mais perto do gol que chegou foi aos 9 minutos, num lance de pura confusão. Yann chuveirou na área, a bola bateu em três jogadores antes de resvalar no pé de Wellington Paulista. Paulo Miranda limpou para escanteio e acabou com a zoeira na pequena área.
Sem toda aquela pressão, o Grêmio teve tempo para trabalhar bem a bola nos contra-ataques e quase ampliou. Com boa participação, Douglas ganhou bola de cabeça aos 17 minutos e lançou Thaciano. O volante experimentou da meia-lua, mas parou na zaga.
Marinho tentou três vezes de fora da área, uma delas de falta, mas o goleiro Jandrey salvou duas. O 2 a 0 só não saiu por uma furada de Pepê, na assistência de Madson dentro da área e, depois, com Jandrey fazendo milagre. Guilherme cruzou da esquerda e Thaciano bateu de primeira, à queima-roupa, e o goleiro conseguiu espalmar no canto esquerdo.


Segundo tempo fora dos planos


A história da partida mudou completamente no segundo tempo, porém. O Grêmio entregou de vez a bola para a Chape jogar e os donos da casa aproveitaram. Veio uma pressão intensa até o placar mudar.
Mais pressão que qualidade nos movimentos ofensivos, ainda assim, a equipe de Santa Catarina foi empurrando o Grêmio para sua área até igualar o placar. E o gol veio aos 16 minutos. Osman recebeu na risca da área e chutou forte. A bola espirrou na defesa e ia sobrar para Bruno Pacheco, mas Paulo Victor saiu para prensar. Só que o rebote ficou nos pés de Elicarlos que encheu o pé sem goleiro para anotar o 1 a 1.
Os gremistas sentiram o gol e as linhas, além de recuadas, ficaram desorganizadas. A Chape passou a martelar e Wellington Paulista quase igualou por cima, aos 26. Ele desviou de cabeça na cobrança de escanteio e tirou tinta do poste esquerdo.
Renato lançou Thonny Anderson e Matheus, nos lugares de Brocador e Thaciano e o Tricolor mostrou alguma reação. Aos 35, Douglas e Thonny conseguiram colocar bola na área aos trancos e barrancos, para a zaga desviar em escanteio. Na cobrança de Douglas, por pouco Jailson não alcançou para desviar em gol.


Correio do Povo

Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Comentários