Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
Feito!
Erro!

Governo federal amplia faixa de renda para Minha Casa, Minha Vida

Voltar ↖Seguir ↘
Bertuol SupermercadosAnuncie aquiChapecarJG siteDatchiMossi Viagens e TurismoRádio Sul FMFarmáciaLanchonete Família VieiraShalon siteGDR SiteVidraçariaTissiani TelasJornal2º Racha Nonoai
« Última» PrimeiraCategoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:gaúcha, urbanas, estimular, civil, construção, representantes, políticos e formada265 palavras4 min. para ler
Governo federal amplia faixa de renda para Minha Casa, Minha Vida - Geral
Ver imagem ampliada
O presidente Michel Temer anunciou, nesta segunda-feira (06), uma atualização nos valores do programa Minha Casa, Minha Vida, chegando ao limite de R$ 9 mil por família. Haverá reajuste na faixa de renda dos beneficiários das faixas 1,5, 2 e 3.

O aumento terá a seguinte crescente: de R$ 2.350 para R$ 2.600; de R$ 3.600 para R$ 4.000; e de R$ 6.500 para R$ 9.000.

Em cerimônia no Palácio do Planalto, também foi anunciada a ampliação do teto dos imóveis, que varia de acordo com a localidade. O governo divulgou dois exemplos.

No Distrito Federal, São Paulo e Rio de Janeiro, o aumento será de R$ 225 mil para R$ 240 mil. Para as capitais das regiões Norte e Nordeste, saltará de R$ 170 mil para R$ 180 mil.

Construtoras esperam que ampliação tire projetos da gaveta

A meta do governo é contratar 610 mil unidades habitacionais em 2017. Para a chamada faixa 1 o objetivo é chegar a 100 mil unidades, mais 35 mil na modalidade “entidades urbanas” e outras 35 mil na rural. Para a faixa 1,5, a meta é de 40 mil contratações, e de 400 mil para as faixas 2 e 3.

Em seu discurso, voltado a uma plateia formada por políticos e representantes da construção civil, Temer disse que, além de estimular a economia, a reformulação do Minha Casa, Minha Vida irá impulsionar a geração de vagas no mercado de trabalho. Ao projetar o último trimestre deste ano, o presidente disse que “seguramente nós teremos uma redução no desemprego“.

As novas regras passam a valer a partir da publicação da Resolução do Conselho Curador do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Em reunião extraordinária nesta segunda, o Conselho aprovou a proposta.

GAÚCHA

Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarPin it

Comentários

Voltar ↖Seguir ↘