Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
Feito!
Erro!

Falta de recursos para contas do mês ameaça 13º de servidores do RS

Voltar ↖Seguir ↘
Bertuol SupermercadosAnuncie aquiChapecarJG siteMossi Viagens e TurismoDatchiRádio Sul FMFarmáciaLanchonete Família VieiraShalon siteGDR SiteVidraçariaTissiani TelasJornal2º Racha Nonoai
« Última» PrimeiraCategoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:rbstv, xz, jhsdg, 8admcvbfx3iafcp3m5, 3pgfbi8gr1fjvvofvij1eartnnvozlzif, wjj, uxexsug8hp9w6i67vc7 e sw679 palavras38 min. para ler
Falta de recursos para contas do mês ameaça 13º de servidores do RS - Geral
Ver imagem ampliada
Fazenda pede socorro financeiro à União para cumprir o pagamento.

Pela lei, governo tem até o dia 20 de dezembro para fazer o depósito.


Frente ao endividamento do estado, o governo gaúcho ainda não sabe precisar de onde sairão os recursos para o pagamento do 13º salário dos servidores públicos do Rio Grande do Sul. Uma das alternativas da Secretaria da Fazenda é o pedido de socorro financeiro à União.



No último dia 4, durante uma reunião entre os secretários de Fazenda de todo o país para discutir o déficit previdenciário, o secretário gaúcho Giovani Feltes aproveitou para tratar do tema 13º. A sugestão de Feltes é pedir uma linha de crédito ao BNDES para garantir o pagamento do funcionalismo.
Sartori se reuniu com Padilha e com Temer em

Brasília (Foto: Divulgação`/Palácio do Planalto)


“O fato é que a situação que estamos enfrentando é resultado de uma herança sem a mínima responsabilidade fiscal, com gastos muito acima da capacidade de receita, situação que se agravou diante de uma crise sem precedentes na economia do país“, declarou Feltes após o encontro.
A proposta, com o pedido oficial de um financiamento de R$ 1,8 bilhões para o estado gaúcho, foi entregue em mãos ao presidente Michel Temer  pelo governador José Ivo Sartori no dia 9. Agora, resta esperar a liberação, que ainda depende do aval do Banco Central.
“Nós sabemos que é difícil, mas estamos aqui dizendo mais uma vez: estamos fazendo tudo o que é possível“, assegurou o governador.Parcelamento de salários


Em 2016, os salários vêm sendo pagos de forma fatiada desde o mês de fevereiro. Já são nove parcelamentos consecutivos.

Fonte:Click RBSTV/G1

Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarPin it

Comentários

Voltar ↖Seguir ↘