Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
Feito!
Erro!

Chuva deixa 200 famílias fora de casa na Fronteira Oeste

Voltar ↖Seguir ↘
Bertuol SupermercadosAnuncie aquiChapecarJG siteDatchiMossi Viagens e TurismoRádio Sul FMFarmáciaLanchonete Família VieiraShalon siteGDR SiteVidraçariaTissiani TelasJornal2º Racha Nonoai
« Última» PrimeiraCategoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:hora, virtude, anos, diz, ter, visto, possível e ano315 palavras4 min. para ler
Chuva deixa 200 famílias fora de casa na Fronteira Oeste - Geral
Ver imagem ampliada
Municípios mais afetados pelo aumento do nível dos rios são Alegrete, Dom Pedrito e Quaraí


Pouco mais de 200 famílias estão fora de casa, na Região da Fronteira Oeste, desabrigadas ou desalojadas, em função dos temporais que atingiram o Estado neste fim de semana.  Os municípios mais afetados são Alegrete, Dom Pedrito e Quaraí. Todas as localidades tiveram registros de enchentes e enfrentam problemas em estradas e perdas em lavouras, além de casas que foram tomadas pela lama.


O nível dos rios Quaraí e Santa Maria começou a baixar nesta manhã. Enquanto o Quaraí, que banha a cidade que leva o seu nome, marcou 2,88 metros, o Rio Santa Maria, marcou 6,79 metros. 


Em Dom Pedrito, cidade com maior número de pessoas fora de casa em função da chuva, cerca de 20 famílias estão desabrigadas e foram levadas para o pavilhão do Sindicato Rural. Outras 81 famílias estão abrigadas em residências de familiares e amigos, conforme a Defesa Civil. As aulas foram suspensas na cidade.  De acordo com o prefeito de Dom Pedrito, Mário Augusto de Freire Gonçalves (PP), o município já teve seis enchentes neste ano. Aos 26 anos, Gonçalves diz não ter visto nada parecido e que ainda não foi possível decretar situação de emergência em virtude de outro decreto que ainda está em vigor.  


 – A cidade nunca viveu nada parecido. Infelizmente, temos sofrido muito. A cada enchente, temos de decretar situação de emergência. Desta vez, eu ainda não decretei por causa de outro decreto que está em vigor – afirmou em entrevista ao programa CBN Porto Alegre.


O prefeito afirma que, até o momento, o município recebeu apenas um repasse do governo federal para reparos em estragos provocados pela chuva. Foram destinados R$ 49 mil reais para a reconstrução da cabeceira de uma ponte. Ainda conforme Gonçalves, o município tem 10 estradas vicinais que estão bloqueadas em função da chuva, impedindo o acesso a distritos mais distantes na região. 
ZERO HORA

Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarPin it

Comentários

Voltar ↖Seguir ↘