Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
Feito!
Erro!

Inter vence o Guarani em Campinas e termina primeiro turno da Série B na vice-liderança

Voltar ↖Seguir ↘
Bertuol SupermercadosAnuncie aquiChapecarJG siteDatchiMossi Viagens e TurismoRádio Sul FMFarmáciaLanchonete Família VieiraShalon siteGDR SiteVidraçariaTissiani TelasJornal2º Racha Nonoai
« Última» PrimeiraCategoria:Esporte
ImprimirReportar erroTags:wh3, , pegou, sozinho, dribá, lo, ainda e conseguiu532 palavras8 min. para ler
Inter vence o Guarani em Campinas e termina primeiro turno da Série B na vice-liderança - Esporte
Ver imagem ampliada
Gols da partida foram marcados por Eduardo Sasha e Cláudio Winck 
A terceira vitória seguida do Inter teve o mesmo cenário das duas anteriores. Em uma partida segura, de superioridade sobre o Guarani, fez 2 a 0 no Brinco de Ouro e diminuiu a distância para o líder. Agora, ao final do primeiro turno, a distância para o América-MG é de três pontos. Os gols da partida foram de Sasha e Cláudio Winck. 


Guto Ferreira optou por manter Eduardo Sasha e deixar claro que Camilo foi o substituto de um suspenso D`Alessandro na rodada anterior. Em compensação, Damião permaneceu como centroavante. No Guarani, a novidade foi Richarlyson. 


Os primeiros 15 minutos foram de vantagem das defesas sobre os ataques. E excesso de faltas, principalmente sobre Pottker, bastante visado no Guarani por ter sido ídolo da Ponte Preta. A primeira chance do Inter foi em uma trama pelo lado esquerdo em que D`Alessandro levantou na área, na cabeça de Pottker, que, marcado, jogou para fora. 


Aos 25, Bruno Nazário se machucou em um lance com Klaus. Acidentalmente, o pé do zagueiro acertou o rosto do atacante do Guarani, que precisou sair do jogo. O time da casa demorou a fazer a substituição. Enquanto isso, o Inter atacou pelo lado direito, e Pottker fez uma assistência perfeita para o lado esquerdo, onde entrava Sasha. O camisa 9 teve a calma de um centroavante experiente para dominar e tirar do goleiro. Inter 1 a 0. 


O gol desnorteou o Guarani. Com a marcação mais alta, Pottker recuperou, aos 31 minutos, a bola no campo de ataque e entregou a D`Alessandro. O argentino serviu Damião, mas o chute do centroavante saiu fraquinho. 


Esse lance seria repetido no segundo tempo. E já no primeiro lance. O zagueiro Jussani errou o passe para trás e Damião pegou a bola sozinho com o goleiro. Teve calma para dribá-lo, mas a bola fugiu um pouco. Ainda assim, conseguiu dominar e acertou o único jogador que parava sobre a linha, desperdiçando uma chance inacreditável. 


O Guarani só incomodou aos nove minutos. Em um lateral erguido para a aula, Eliando cabeceou e Danilo Fernandes espalmou para fora. 


O Inter cresceu novamente e D`Alessandro quase ampliou o placar ao pegar um rebote de pé direito e chutar ao lado da trave. Pouco depois, Pottker ganhou da zaga pela direita, mas a bola fugiu e saiu. Mesmo assim, ele cruzou e Damião, livre, isolou. Aos 20, Damião perdeu sua terceira chance seguida: após troca de passes entre Pottker e D`Alessandro, o centroavante chutou fraco, na mão de Leandro Santos. 


Guto Ferreira, então, mexeu no time. Tirou um desgastado Sasha e colocou Camilo. Depois, trocou Damião por Nico López. No Guarani, quem entrou foi Wason Rentería, um velho conhecido colorado, campeão da Libertadores em 2006. 


Aos 34, na primeira participação, o uruguaio foi decisivo. Ele recebeu passe de Cláudio Winck e, na área, deu um drible desconcertante na defesa inteira e devolveu para Winck marcar seu primeiro gol pelo time principal do Inter em 2017. 


O Guarani levou perigo aos 39, em um erro de comunicação de Danilo Fernandes e Cuesta. A bola sobrou para Eliandro chutar, mas Cláudio Winck estava atento e tirou quase em cima da linha. 


Fonte: WH3

Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarPin it

Comentários

Voltar ↖Seguir ↘